Mudança no jeito de analisar crédito

23 de novembro de 2021
197 Visualizações

Palavra do Presidente

 

O comércio é um dos setores produtivos onde as mudanças são muito céleres.

Com a economia instável, o aspecto do crédito vem se transformando e o fator decisório começa a analisar uma série de indicadores positivos que proporcionam maior segurança tanto ao tomador como ao concedente de crédito.

Através de uma análise mais aprimorada, o processo de aprovação torna-se mais eficiente para as empresas e mais justo para os consumidores.

As soluções de análise de crédito através do Cadastro Positivo ajudam a evitar que as empresas que vendem a prazo ou parcelado corram o risco de vender e não receber. E o mais importante, auxiliam o tomador a enxergar com maior clareza sua capacidade de endividamento, evitando com isto situações de risco, constrangimento e abalo de crédito.

O Rio Grande do Sul já detém esta inteligência através de uma parceria da FCDL-RS com a Quod, empresa pertencente aos 5 maiores Bancos do País e que investiu pesado em big data e inteligência artificial, além de criar uma plataforma capaz de fazer correlações e análises de forma 75 vezes mais rápida que a concorrência.

A informação simples e rasa, do consta e nada consta, perde a força significativamente nas empresas que concedem crédito direto.

Veja um exemplo:

Um cliente com contas em atraso em 3 ou 4 lojas, com um valor hipotético de R$ 1.500,00 coloca em dia e solicita um crédito de R$ 5.000,00 em uma loja que apenas analisa o consta e nada consta. Certamente terá concedida esta solicitação imediatamente, pois na consulta, não aparecerá nenhum restritivo.

Contudo seu endividamento ultrapassa os 50% da renda, seu histórico de pontualidade é baixíssimo e seu “score” aponta para uma venda de alto risco, ainda, a análise de protestos e ações judiciais tem indicadores desabonadores.

A boa notícia é que a ferramenta está a disposição, bem como orientações para se aplicar uma política de crédito, que estabelece critérios e construção de uma régua de crédito.

Não arrisque mais, conceder crédito seguro na atual conjuntura é um ótimo negócio, trás ganhos sociais significativos e fomenta o círculo virtuoso da economia.

Um Forte Abraço,

 

Vitor Augusto Koch

Presidente da FCDL-RS

Últimos Posts

Um Natal de vendas mais robustas no RS

Um Natal de vendas mais robustas no RS

FCDL-RS estima que a data mais aguardada do ano pelo comércio deve injetar cerca de R$ 5 bilhões na economia gaúcha   Os comerciantes do Rio Grande do Sul esperam resultados de vendas mais positivos no Natal de 2021. No último ano, a segunda onda pandemia atrapalhou a...

Parceria FCDL-RS e IEPRO-RS terá novidades em breve

Parceria FCDL-RS e IEPRO-RS terá novidades em breve

Mais benefícios para os lojistas virão no início de 2022   O presidente da FCDL-RS, Vitor Augusto Koch, esteve na sede do Instituto de Estudos de Protesto do Rio Grande do Sul – IEPRO-RS, em Porto Alegre, nesta quinta-feira (02/12), estreitando ainda mais...

Redes Sociais