Bom voto

6 de novembro de 2020
285 Visualizações

Palavra do Presidente

 

Dentro de alguns dias estaremos elegendo os prefeitos e vereadores das cidades brasileiras. Entendemos que o pleito em questão é bem mais importante daquele que ocorre dois anos após, para escolhermos presidente, governador e os representantes nos legislativos estaduais e federal.

São os vereadores e prefeitos que viabilizam a base política eletiva dos cargos de maior amplitude. Mais essencial que isto, é percebermos de que é na política municipal que vivemos mais intensamente o nosso dia a dia; onde são definidas as principais diretrizes que conduzirão a nossa comunidade a um caminho de prosperidade, ou de estagnação e decadência.

Tais palavras podem ser duras, entretanto, verdadeiras. Pensando positivamente sobre esta questão, nos parece que depois de tantos equívocos, a maior parte dos cidadãos de nosso país amadureceu politicamente, especialmente no sentido de não depositar o seu voto em candidatos com propostas bonitas de se ouvir, contudo completamente descabidas para a realidade do município.

Nossa sugestão de escolha de candidatos não se baseia em chavões, ideologias, ou de siglas partidárias. É muito mais lógico pensar no município como se ele fosse uma empresa que deve ser bem gerida para dar certo. Desta forma, qualquer proposta de gestão municipal deve estar enquadrada em um planejamento lógico, onde é imprescindível definir o orçamento, fontes de recursos e formas de gestão para se chegar aos objetivos propostos.

Neste escopo, sugerimos especial atenção dos eleitores, aos candidatos que se comprometam com o desenvolvimento da economia a partir dos instrumentos ao efetivo alcance dos municípios. Falamos em combate a informalidade e a favorecimentos injustos, vigilância eletrônica, impostos não abusivos e planos de investimento a partir de recursos próprios e via projetos com recursos federais ou estaduais, especialmente para infraestrutura.

Devemos estar cientes de que os recursos municipais não são infinitos. Na verdade, são normalmente muito escassos e insuficientes para resolver todos os problemas da comunidade em apenas quatro anos. Sendo assim, fica óbvio que o candidato que promete tudo, certamente é mais propenso a realizar pouco.

Prioridades devem ser listadas em ordem decrescente de importância como requisito básico para uma gestão municipal de sucesso, tanto nas prefeituras como nas câmaras de vereadores. Portanto, estar ciente e consciente das propostas, do comprometimento e da capacidade de execução são requisitos essenciais para uma escolha inteligente.

O bom voto é aquele depositado com sabedoria e não com paixão.

Vitor Augusto Koch

Presidente da FCDL-RS

Últimos Posts

FCDL-RS e Sharecare unidas em projeto de assistência em saúde

FCDL-RS e Sharecare unidas em projeto de assistência em saúde

Parceria entre a Federação e a empresa líder mundial na combinação de saúde digital com gestão em saúde disponibiliza mais um produto diferenciado à comunidade gaúcha   A Federação das Câmaras de Dirigentes Lojistas do Rio Grande do Sul - FCDL-RS e a Assefe Saúde...

Campanha Prêmio sobre Prêmio mobilizou comunidade de Campinas do Sul

Campanha Prêmio sobre Prêmio mobilizou comunidade de Campinas do Sul

Iniciativa da CDL local estimulou consumidores a valorizar o comércio campinense   A Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL) Campinas do Sul realizou, no dia 4 de janeiro, o 6º sorteio da vitoriosa campanha “Prêmio sobre Prêmio, desenvolvida ao longo de 2020 como...

Redes Sociais