Redução do Custo Brasil é fundamental para o desenvolvimento do país

29 de setembro de 2020
1169 Visualizações

Jorge Luiz de Lima falou para lideranças empresariais gaúchas, entre as quais o presidente da FCDL-RS, sobre o papel do setor produtivo neste processo

 

O presidente da FCDL-RS, Vitor Augusto Koch, participou nesta terça-feira (29/09) da videoconferência “Reformas Estruturantes”, promovida pelo Transforma RS e que teve como painelista o CEO do Projeto de Redução do Custo Brasil do Ministério da Economia, Jorge Luiz de Lima.

No encontro conduzido pelo presidente do Transforma RS, Daniel Randon, e pelo empresário Jorge Gerdau Johannpeter, Vitor Augusto Koch e outras lideranças empresariais do Estado, ouviram de Jorge Luiz de Lima que o setor produtivo tem papel fundamental na montagem de um projeto estruturante de longo prazo e bem desenvolvido, por reunir dados que contribuem neste sentido. O “Custo Brasil”, destacou Jorge Luiz de Lima, é insustentável e está impedindo o desenvolvimento das empresas e do país,  consumindo aproximadamente 22% do PIB (Produto Interno Bruto) brasileiro.

Jorge Lima ressaltou que o Rio Grande do Sul conta com importantes e experientes lideranças empresariais e que elas devem atuar de forma efetiva em todas as instâncias políticas e governamentais para que as reformas estruturantes avancem. Também propôs novos encontros a cada 45 dias para fomentar a mobilização empresarial pela competitividade. Neles, o Transforma RS incluirá na pauta o debate do “Custo RS”.

As reformas Tributária e Administrativa do governo federal, que já vêm sendo tratadas pelo Transforma RS, serão intensificadas em várias frentes de trabalho. Fazem parte disso a mobilização do setor empresarial e legislativo para tratar do tema e garantir apoio à aprovação das reformas.

Na avaliação do presidente Vitor Augusto Koch, essa interação do Projeto Redução do Custo Brasil com o setor produtivo é fundamental para que sejam estabelecidas ações conjuntas que possam diminuir os gastos acessórios que prejudicam todos os setores da economia.

– Precisamos que o Brasil e o Rio Grande do Sul sejam cada vez mais ágeis e competitivos, oferecendo um ambiente empreendedor que atraia investimentos para fortalecer a nossa economia – conclui Vitor Augusto Koch.

 

 

 

Últimos Posts

A força do Rio Grande do Sul está na bravura da nossa gente

A força do Rio Grande do Sul está na bravura da nossa gente

No nosso amado Rio Grande do Sul, os exemplos de apoio, de carinho e de assistência ao próximo foram multiplicados aos milhares nas última semanas de perdas e de dor. Os gaúchos de todas as querências se uniram em uma corrente de solidariedade gigante que além de...

Redes Sociais