FCDL-RS projeta crescimento de 6,5% nas vendas de Páscoa, com injeção de R$ 213 milhões no comércio gaúcho

18 de março de 2024
250 Visualizações

A Páscoa 2024 deve trazer um incremento de vendas importante para os comerciantes do Rio Grande do Sul. A FCDL-RS aponta um crescimento de 6,5% na comparação com o mesmo período de 2023, o que representa uma injeção de R$ 213 milhões no comércio estadual.

 

O presidente da FCDL-RS, Vitor Augusto Koch, ressalta que essa expectativa positiva representa, descontando a inflação que está na casa dos 4,5%, um aumento real de 2% na comparação com a Páscoa de 2023.

 

– Quando existe um aumento real no faturamento temos que celebrar. Ainda mais diante de um cenário onde a inflação continua em alta, as taxas de juros permanecem elevadas e os lojistas possuem custos elevados na renovação de estoque. E a nossa expectativa positiva se baseia no fato da Páscoa ser uma data com forte apelo emocional. Então, a população vai fazer suas compras de produtos típicos para presentear, como os ovos e barras de chocolate, além do pescado, muito consumido na Sexta-Feira Santa. É um mais um momento em que as dificuldades financeiras são deixadas de lado pelo fator celebração – aponta Vitor Augusto Koch.

 

Como o poder de consumo das pessoas ainda sofre com as restrições impostas pelo atual cenário econômico, a FCDL-RS prevê que o ticket médio na aquisição de produtos deve ficar em torno de R$ 165, o que representa um valor bastante expressivo para uma data que transcorre em meio a uma série de eventos e compromissos que a população teve no início do ano, como férias, matrículas escolares, pagamento de impostos como IPTU e IPVA, entre outros.

 

Além de buscar produtos de menor valor agregado, na Páscoa os consumidores têm optado por utilizar uma estratégia adotada há alguns anos, como adquirir insumos e produzir, de forma artesanal, os artigos com os quais presenteiam familiares e amigos.

 

– Muitas pessoas optam por comprar barras de chocolate e confeccionar, de forma caseira, seus ovos de chocolate, buscando evitar o alto preço desses artigos. E há os que optam por ofertar para as crianças, por exemplo, presentes como roupas infantis e brinquedos. São alternativas interessantes para quem não pode gastar muito nesse momento e, mesmo assim, quer manter a tradição de celebrar a Páscoa – enfatiza Vitor Augusto Koch.

 

Para os comerciantes terem vendas positivas na data, o presidente da FCDL-RS dá dicas importantes. Um bom atendimento ao cliente é um fator essencial, pois a experiência positiva dele no estabelecimento ajuda muito a realizar a compra. Deixar o consumidor à vontade, com atendentes disponíveis e atenciosos é um bom caminho.

 

Também são interessantes estratégias como colocar produtos relacionados à Páscoa em destaque, especialmente ovos de chocolate, ovos em formato de coelho, cestas de chocolate, coelhos de pelúcia e cartões temáticos; ter uma vitrine caprichada, que impacte positivamente o consumidor; e tentar viabilizar preços e condições de pagamento adequadas ao orçamento dos clientes. E mesmo empreendimentos que não vendem produtos ligados a data comemorativa podem ter uma boa comercialização de produtos, envolvendo o cliente na celebração e chamando ele para a loja.

 

– Se relacionar com o consumidor dentro do espírito de prosperidade e comunhão que a Páscoa carrega certamente trará um retorno positivo tanto financeiramente como em fidelização dos clientes – finaliza Vitor Augusto Koch.

Últimos Posts

Redes Sociais