FCDL-RS pede apoio da Assembleia para flexibilizar atividades do comércio

9 de abril de 2020
1206 Visualizações

Federação está preocupada com a situação dos varejistas gaúchos, que não podem abrir suas lojas

Preocupada com a situação dos estabelecimentos comerciais gaúchos, a Junta Governativa da Federação das Câmaras de Dirigentes Lojistas do Rio Grande do Sul – FCDL-RS fez um apelo na manhã de quinta-feira (09/04) ao presidente da Assembleia Legislativa, Ernani Polo (PP). Os dirigentes Aljaci Britto, Cladimir Coppini e Márcio Martins pediram apoio para flexibilizar a abertura das lojas com regras pré-estabelecidas e cuidados com a saúde. A maioria das atividades comerciais está fechada até 15 de abril, por determinação de decreto do governador Eduardo Leite (PSDB), devido ao coronavírus.

–  A situação é preocupante. Quem está sendo mais atingido são as micro e pequenas empresas. Precisamos flexibilizar as regras com protocolo de cuidados com a saúde, seguindo as recomendações das autoridades sanitárias, para manter o emprego e renda. Já há empresários sendo obrigados a demitir funcionários e sem dinheiro para bancar aluguel, devolvendo prédios e fechando pontos – relatou Aljaci Britto.

Polo agradeceu a visita à Assembleia e informou que está empenhado no tema com várias entidades empresariais gaúchas por meio do Fórum de Combate ao Colapso Social e Econômico. Com quatro reuniões desde 26 de março, o grupo tem como objetivo garantir o funcionamento pleno da cadeia da alimentação e setores paralelos que dão suporte a ela e buscar apoio emergencial de bancos e governo a trabalhadores que já estão enfrentando dificuldades, especialmente os autônomos, e empreendedores que foram obrigados a interromper suas atividades.

O parlamentar ainda mencionou que foi entregue a Leite, na terça-feira, um protocolo de procedimentos para o funcionamento dos estabelecimentos comerciais elaborado pelo Sistema Fecomércio/Sesc/Senac. O objetivo é que as diretrizes sejam adotadas nos setores do comércio, serviços e turismo para evitar o contágio do coronavírus dentro dos estabelecimentos – com destaque para a intensificação do uso de máscaras – e servir de base para que Leite reavalie a política de fechamento das atividades comerciais. O governador prometeu analisar o documento com sua equipe técnica.

O presidente da Assembleia reiterou o compromisso e o total apoio às ações de proteção à saúde da população, mas disse acreditar que o comércio pode voltar a funcionar com regras. 

Últimos Posts

Projeto Recupera Muçum trabalha pelo reerguimento do município

Projeto Recupera Muçum trabalha pelo reerguimento do município

Integrante do Projeto Recupera Muçum, a Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL) do município trabalha com força pela retomada das atividades do comércio local, tão impactado pelas cheias de 2023 e do último mês de maio. O presidente da entidade, Leonardo Bagnara, destaca...

Redes Sociais