Conheça o bandido do site Imprensa Livre RS

14 de julho de 2020
19648 Visualizações

Um condenado pela Justiça, que se aproveitava da fragilidade de pessoas doentes e de baixa renda para obter ganhos próprios. Integrante de uma organização criminosa que, entre 2003 e 2005, lesou dezenas de pessoas carentes e fraudou o Sistema Único de Saúde (SUS) em um esquema de vendas de cirurgias e procedimentos hospitalares.

Isso é apenas o começo da ficha corrida do “editor” do site IMPRENSA LIVRE RS, RICARDO DE GASPERI NEU, mais conhecido como Neu, o faz tudo por dinheiro, que posa de defensor da verdade e da moral, mas na verdade se constitui em um grande criminoso. O salafrário que a oposição ao Movimento Lojista Gaúcho, que deseja tomar o poder na FCDL-RS à força, escolheu como disseminador de mentiras, calúnias e difamações, utilizando documentos forjados em seu site que existe apenas para denegrir a imagem das pessoas. Como sua índole é criminosa, atira as coisas ao vento das maneiras mais baixas e torpes possíveis.

No início dos anos 2000, Ricardo de Gasperi Neu, que na época era assessor parlamentar na Assembleia Legislativa do RS, integrou uma quadrilha que vitimou centenas de pessoas carentes, exigindo dinheiro de pacientes para a realização de consultas e procedimentos cirúrgicos. Em conluio com médicos e assessores parlamentares da Assembleia Legislativa do RS à época, Ricardo de Gasperi Neu, se aproveitava, descaradamente, da doença e da desinformação das pessoas para tirar proveito próprio.

Quando o esquema foi desbaratado pela Promotoria de Justiça Especializada Criminal, em meados de 2005, por meio da investigação denominada de Operação Cirurgia, os relatos das pessoas enganadas foram revoltantes. Cidadãos extremamente pobres, com idade avançada e com enfermidades graves foram extorquidos. Quando pagavam, faziam as consultas e cirurgias. Se não pagassem, eram expulsas do hospital.

Em 2014, a 8ª Vara Criminal do Foro Central de Porto Alegre condenou cinco integrantes da quadrilha por corrupção passiva e concussão. Ricardo de Gasperi Neu foi CONDENADO a dois anos de RECLUSÃO por esses crimes. Ação criminosa que não se constituiu apenas em fraude. Foi, também, um atentado contra a vida humana, uma vez que furar a fila de marcação de consultas pelo SUS deixa pessoas sem receber os serviços do Sistema Único de Saúde. E isso pode significar a vida ou a morte de alguém, provocada por um favorecimento feito de forma ilícita.

Então, é esse criminoso condenado, que hoje ainda responde, na Justiça, a vários processos por notícia falsa, calúnia, injúria e difamação, o canal utilizado pela desesperada oposição ao presidente Vitor Augusto Koch e a todas as pessoas de bem que atuam na FCDL-RS, nas CDLs e no Movimento Lojista Gaúcho.

Um grupelho envolvido em sonegação, falsidade ideológica, arrombamentos, malversação de decisão judicial, entre outras práticas ilícitas, só poderia se aliar a um “cidadão” de última categoria. A que nível baixíssimo chega a busca pelo poder, pela destruição de uma história de conquistas para os lojistas do Rio Grande do Sul.

Agora que todos sabem quem é Ricardo de Gasperi Neu, o faz tudo por dinheiro, está desmascarada a farsa dos que utilizam seus “serviços” para pregar a destruição e a discórdia. Esses terão, para sempre, o desprezo de todos os que verdadeiramente desejam uma FCDL-RS e um Movimento Lojista fortes.  

 

FEDERAÇÃO DAS CÂMARAS DE DIRIGENTES LOJISTAS DO RIO GRANDE DO SUL – FCDL-RS

 

 

 

 

 

 

Últimos Posts

Redes Sociais