Ciclo de debates busca subsídios para fortalecer o RS

25 de outubro de 2021
779 Visualizações

Presidente da FCDL Rio Grande do Sul, Vitor Augusto Koch, participa de evento promovido pelo senador Luiz Carlos Heinze, em Porto Alegre

 

O presidente da FCDL Rio Grande do Sul, Vitor Augusto Koch, participou nesta segunda-feira (25/10), da primeira edição do #PraFazerAcontecer – Unindo Pessoas e Ideias em Favor do Rio Grande, evento promovido pelo senador gaúcho Luiz Carlos Heinze (PP), no Hotel Plaza São Rafael, em Porto Alegre.

O ciclo de debates realizado pelo parlamentar vai percorrer as diferentes regiões do Rio Grande do Sul para colher contribuições de especialistas, setor produtivo e sociedade civil sobre o futuro do Estado.

O evento em Porto Alegre teve como painelistas o economista-chefe do Sistema Farsul, Antôno da Luz; o superintendente regional do DNIT no RS, Hiratan Pinheiro da Silva; o CEO e fundador do Gramado Summit, Marcus Rossi; e a consultora de Educação da Confederação Nacional dos Municípios, Mariza Abreu.

Cada um dos especialistas destacou aspectos que podem ser incrementados para fazer o Rio Grande do Sul retomar seu protagonismo em nível nacional. Antônio da Luz, da Farsul, salientou que o 2021 está sendo um ano muito bom para o agronegócio e que isso reverbera nos demais segmentos da economia, como indústria, comércio e serviços. Segundo ele, é preciso seguir investindo forte no segmento para que ele siga com bom desempenho e siga impactando de forma positiva o PIB do Rio Grande do Sul e do Brasil.

Já a professora Mariza Abreu apresentou indicadores que retratam o atual cenário da educação no Rio Grande do Sul, destacando que é preciso garantir educação básica com qualidade e equidade para todas as crianças e jovens gaúchos.

No seu entender, a política educacional deve ter como foco o desenvolvimento integral dos alunos, o que implica acesso, permanência e aprendizagem adequada a todos os educandos. Segundo ela, são vários os meios necessários para atingir esses fins, como recursos financeiros suficientes e bem geridos, valorização dos profissionais do magistério, gestão das redes de ensino e das escolas com critérios técnicos e participação da comunidade escolar.

Coube ao superintendente regional do DNIT, Hiratan Pinheiro da Silva, apresentar o trabalho realizada pelo departamento no Rio Grande do Sul nos últimos anos e o que se prevê futuramente. Ele lembrou que o DNIT trabalha na implementação de dezenas de obras consideradas de extrema importância para a logística no estado.

Entre elas, estão em execução atualmente as melhorias operacionais da BR-116, entre Novo Hamburgo e Porto Alegre; a duplicação da BR-116, entre Guaíba e Pelotas; o Contorno de Pelotas; a Travessia Urbana de Santa Maria; e a construção da BR-285, entre Bom Jesus e São José dos Ausentes.

Marcus Rossi contou um pouco da sua trajetória de vida, falando sobre sua decisão de criar um evento de tecnologia e empreendedorismo em Gramado e como esse desafio de criar alternativas para a matriz econômica do município o fez enfrentar e superar grandes obstáculos. Afinal, Gramado sempre foi conhecida nacionalmente como um dos principais destinos turísticos do Brasil e não por investir em inovação e tecnologia.

Sua insistência em levar adiante o projeto já colhe bons frutos com a Gramado Summit se transformando em um dos eventos que mais gera negócios no país, reunindo grandes marcas e pequenos projetos para oportunizar conexões.

A edição de 2022, por exemplo, vai acontecer em abril do próximo ano, devendo reunir mais de 140 palestrantes e cerca de 200 expositores, em espaços de Marketing e Comunicação, Finanças e Plenária Principal.

Ao final do encontro, o senador Luiz Carlos Heinze destacou que a iniciativa busca uma discussão ampla e apartidária sobre o futuro do RS, voltado para fazer as coisas acontecerem.

Últimos Posts

Redes Sociais