Cerceamento das atividades do varejo e setor produtivo

22 de fevereiro de 2021
113 Visualizações

Prezados Comerciante, Comerciário e Cliente!

 

Outra vez estamos sob a ameaça de cerceamento de nossas atividades.

 

Fato repugnante.

 

Nossa Carta Magna garante o direito do livre comércio.

 

Entendemos a gravidade do momento, contudo, não aceitamos a atribuição de difusores da COVID-19.

 

As autoridades erram em não investirem recursos na fiscalização das aglomerações em festas e atividades que proporcionam a concentração de pessoas.

 

Estamos nos manifestando publicamente contra a decisão de cercear novamente as atividades do varejo e do setor produtivo.

 

Somos a favor da vida, porém contrários às medidas injustas adotadas. É de dever do Estado de prover condições a saúde, educação e segurança.

 

Outra vez o Comércio pagando a conta. Impossível aceitar calado.

 

Todos os associados das CDLS respeitam e implantaram os protocolos da OMS e do Ministério da Saúde em seus estabelecimentos.

 

O que mais o Governador do Estado quer de nós?

 

Estamos encaminhando uma carta ao Governador solicitando rever com urgência a composição do decreto.

 

Vitor Augusto Koch

Presidente da FCDL-RS

Últimos Posts

Redes Sociais