Saldo positivo na criação de empregos mostra poder de reação do comércio gaúcho

29 de junho de 2022
235 Visualizações
FCDL-RS observa que este cenário positivo pode ser ampliado no segundo semestre de 2022

 

 

Em maio, pelo terceiro mês consecutivo neste ano, o comércio gaúcho registrou saldo positivo na geração de novos postos de trabalho, de acordo com o mais recente levantamento realizado pelo Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Novo Caged), divulgado no dia 28/06. Foram mais 1.726 novos empregos criados no quinto mês de 2022.
Para o presidente da Federação das Câmaras de Dirigentes Lojistas do Rio Grande do Sul – FCDL-RS, Vitor Augusto Koch, esse cenário reforça a observação de que o setor, de forma gradual, está reagindo após dois anos de inúmeras provações causadas pela pandemia da Covid-19 e as restrições que ela originou.
– Todo o incremento na geração de empregos é muito positiva. Ainda mais no comércio, pois é uma demonstração de que as vendas também estão retomadas, de que a confiança dos lojistas cresce, mesmo com algumas instabilidades que observamos em nível nacional e mundial. Com vendas e confiança em alta, a busca por novos colaboradores também se acelera. Portanto, o incremento do mercado de trabalho deve ser saudado, na medida em que fortalece o círculo virtuoso da economia, colocando mais pessoas em condições de ter sua renda e, por consequëncia, resgatar seu poder de consumo – salienta Vitor Augusto Koch.
O dirigente lembra que alguns fatores contribuíram para essa tendência de alta nas contratações do comércio, como a liberação do saque extraordinário do FGTS até R$ 1 mil, a antecipação do 13o salário para aposentados e pensionistas do INSS e o pagamento do Auxílio Brasil.
– São iniciativas que injetaram mais recursos na economia, permitindo o incremento do consumo e a demanda por mais colaboradores nas lojas – avalia o presidente da FCDL-RS.
Vitor Augusto Koch enfatiza, ainda, a expectativa positiva para os próximos meses em relação a criação de mais novos postos de trabalho no comércio. O segundo semestre, tradicionalmente, é um período onde as vendas crescem de forma substancial, alavancadas por datas como Dia dos Pais, Dia das Crianças, Black Friday, Natal. Neste 2022, ainda teremos a Copa do Mundo em novembro e dezembro, mais um fator que pode gerar mais vendas.
– Mais vendas significam mais oportunidades de emprego no comércio. Outro detalhe importante é que a contratação de colaboradores temporários também é costumeira no segundo semestre, especialmente a partir de outubro. Precisamos melhorar para ter um saldo ainda mais positivo no comércio? Sim, mas diante de tudo o que foi vivido pelos lojistas gaúchos em 2020 e 2021, a retomada de indicadores positivos de empregabilidade é uma boa notícia – conclui.
De maneira geral, o Rio Grande do Sul registrou em maio a criação de 4.275 empregos formais, resultado de um total de 116.037 admissões e 111.762 desligamentos. No acumulado do ano, há um saldo de 66.738 novos postos de trabalho.

Últimos Posts

Posse da diretoria do Sindipan-RS

Posse da diretoria do Sindipan-RS

Empresário Arildo Bennech Oliveira assume a presidência da entidade no triênio 2022-2025     Também na terça-feira (16/08) o presidente da FCDL-RS, Vitor Augusto Koch esteve presente à solenidade de posse da diretoria para a gestão no triênio 2022-2025 do...

Redes Sociais