FCDL-RS pede que deputados estaduais não aprovem a reforma tributária proposta pelo governo estadual

8 de setembro de 2020
1182 Visualizações

Presidente Vitor Augusto Koch argumenta que o projeto em tramitação na Assembleia Legislativa definitivamente aumenta a carga fiscal gaúcha

  

A Federação das Câmaras de Dirigentes Lojistas do Rio Grande do Sul- FCDL-RS, em contato com cada um dos 55 deputados estaduais gaúchos, está solicitando aos parlamentares que não aprovem o projeto de reforma tributária encaminhado pelo governo estadual à Assembleia Legislativa. O presidente da FCDL-RS, Vitor Augusto Koch, argumenta que os lojistas e praticamente toda a sociedade gaúcha não podem e não aceitam pagar mais impostos.

 

– As propostas do governo definitivamente aumenta a carga fiscal gaúcha. O aumento do ICMS ocorrido em 2015, com alíquota modal de 17% para 18% e produtos especiais como energia, combustíveis e telefonia, de 25% para 30%, deveria ser temporário e seu prazo, que deveria estar esgotado, ainda está indevidamente em vigor. É um grave equívoco sobrecarregar o setor produtivo e a população gaúcha com a elevação de impostos estaduais, ainda mais quando isto não resulta em melhoria de serviços ou mesmo o saneamento estrutural das contas públicas – afirma Vitor Augusto Koch.

 

O presidente da FCDL-RS lembra que para existir o equilíbrio financeiro do governo gaúcho, a única alternativa justa e correta é a drástica redução da máquina pública, especialmente com a venda de estatais e eliminação de repartições operacionalmente desnecessárias.

 

– Além disso, a economia gaúcha já sofreu um inédito baque em 2020 por ser obrigada, de maneira equivocada a nosso ver, a ter a maior parte dos ramos de atividades impedidos de funcionar, por supostamente combater a pandemia da Covid-19. Isto gerou a falência de centenas de empresas e deixou milhares de gaúchos desempregados. Neste contexto, aumentar tributos significa conduzir o Rio Grande do Sul a um empobrecimento ainda maior – avalia Vitor Augusto Koch.

 

Diante do cenário apresentado aos parlamentares, a FCDL-RS espera que eles se posicionem firmemente pela não aprovação da reforma tributária proposta pelo governo estadual.

Últimos Posts

Além das Políticas Setoriais

Além das Políticas Setoriais

A sociedade brasileira há muito tempo discute o papel do estado na economia e, desde a Constituição Federal de 1988, a complexidade da economia e da configuração social brasileira é crescente. As carências em educação, qualificação profissional e atendimento à saúde,...

Benefícios aos associados da FCDL-RS

Benefícios aos associados da FCDL-RS

Conheça as organizações parceiras da FCDL-RS que disponibilizam aos associados da Federação diversos benefícios na utilização de seus produtos e serviços. A FCDL-RS celebrou convênio com essas empresas e instituições pensando no bem-estar, no desenvolvimento e...

Redes Sociais