Em Audiência Pública da ALRS, presidente Vitor Augusto Koch fala sobre as dificuldades enfrentadas pelo comércio gaúcho

25 de março de 2021
985 Visualizações

No encontro, dirigente pediu medidas mais efetivas no que diz respeito a concessão de crédito aos lojistas

  

Em Audiência Pública da Comissão de Economia, Desenvolvimento Sustentável e do Turismo da Assembleia Legislativa do RS, o presidente da FCDL-RS, Vitor Augusto Koch, voltou a falar sobre o grave momento financeiro que o varejo gaúcho está vivendo.

 

O encontro, proposto pelo deputado estadual Giuseppe Riesgo (Novo) e coordenado pelo presidente da Comissão, deputado estadual Zé Nunes (PT), buscou ouvir o setor produtivo e o Poder Executivo estadual a respeito das medidas fiscais adotadas durante o período de bandeira preta no estado.

 

– O atual momento do varejo do Rio Grande do Sul é muito complicado. Já vínhamos de um 2020 muito difícil e a situação se agravou com o recente período de três semanas em que o comércio teve que fechar suas portas novamente. Medidas interessantes, como a prorrogação do prazo para pagamento de impostos do Simples Nacional e a liberação de alguns recursos por parte do BRDE, Banrisul e Badesul, ainda são paliativas diante do grave quadro financeiro que os estabelecimentos comerciais gaúchos vivem há um ano – ressaltou Vitor Augusto Koch.

 

O presidente da FCDL-RS também voltou a defender que o comércio possa trabalhar aos sábados, considerado o melhor dia de vendas pelos varejistas, especialmente nas cidades industrializadas. Segundo ele, quem trabalha de segunda a sexta-feira só tem o sábado como dia possível para ir comprar e o comércio voltar a funcionar neste dia seria fundamental para amenizar os prejuízos do setor.

 

– É importante que a Assembleia Legislativa esteja participando desse processo com muita força. Já na última terça-feira participamos de reunião da Comissão de Assuntos Municipais e, hoje, temos mais uma importante comissão apoiando o setor produtivo. Precisamos avançar nas ações de recuperação da economia e das empresas do Rio Grande do Sul, com medidas efetivas de concessão de crédito especialmente para os pequenos negócios, os mais atingidos pela crise e que enfrentam inúmeras dificuldades burocráticas para conseguirem aportes financeiros – lembrou Vitor Augusto Koch.

 

Ele reforçou, novamente, que o comércio não é o polo disseminador da Covid-19, tendo em vista o rígido cumprimento, de parte dos lojistas gaúchos, dos protocolos de saúde estabelecidos pelas autoridades.

 

O encontro online reuniu dirigentes de entidades empresariais, deputados estaduais e representantes do Governo Estadual.

Últimos Posts

Projeto Recupera Muçum trabalha pelo reerguimento do município

Projeto Recupera Muçum trabalha pelo reerguimento do município

Integrante do Projeto Recupera Muçum, a Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL) do município trabalha com força pela retomada das atividades do comércio local, tão impactado pelas cheias de 2023 e do último mês de maio. O presidente da entidade, Leonardo Bagnara, destaca...

Redes Sociais