Comunicação

Pesquisar preços ajuda a economizar na compra do material escolar

Avaliação do Usuário

Estrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativa
 

Artigos de papelaria tiveram alta de preço de aproximadamente 15%, criando a necessidade dos pais buscarem itens com custo mais acessível

A aproximação do início de mais um ano letivo leva milhares de pessoas ao comércio e, como não poderia deixar de ser, a busca pelo melhor preço é uma constante. Levantamento realizado pela Federação das Câmaras de Dirigentes Lojistas do Rio Grande do Sul – FCDL-RS mostra que, a exemplo dos últimos anos, o preço é o fator decisivo no momento da compra do material escolar.

A tarefa dos pais será árdua em 2018, pois de acordo com o IPCA-IBGE os itens de papelaria (que inclui a maior parte do material escolar) tiveram uma alta de preço de 15,82% na Região Metropolitana de Porto Alegre nos últimos doze meses. O índice é muito maior do que a inflação oficial de 2017, que foi de 2,52%. Portanto, será fundamental pesquisar bem os preços antes de comprar.

- A alta de preços é um fator que onera as famílias. Por isso, é importante que os pais observem alguns detalhes na hora de comprar o material escolar. Por exemplo, não há necessidade de se fazer estoque dos produtos, uma vez que muitos artigos acabam tendo o preço reduzido a partir de março, a exemplo que acontece em qualquer ramo varejista após a alta sazonal de consumo – ressalta o presidente da FCDL-RS, Vitor Augusto Koch.

Uma recomendação útil é que os pais das crianças em idade escolar façam a maior parte das compras desacompanhada dos filhos, que muitas vezes não entendem as dificuldades financeiras e querem caderno e mochilas com os personagens da moda. Um caderno ou estojo comum, pode custar a metade do preço daqueles que usam a imagem de personagens. Se for um material sem ilustração, a economia pode ser de até 75%.

- O material escolar é um item básico e, por mais que tenha a diminuição do consumo causado pelas dificuldades da nossa economia, os pais precisam investir. Então, a solução é comprar produtos mais econômicos e que tenham maior durabilidade. Já os lojistas apostam em descontos para pagamentos à vista. Assim, chamam atenção dos consumidores e complementam as vendas nesse início de ano. Outra recomendação é buscar apenas itens que possuem a certificação do INMETRO. – reforça Vitor Augusto Koch.

O proprietário da Martini Papelaria, em Alegrete, Deonir Martini aponta as promoções como um dos atrativos que a loja disponibiliza para seus clientes nesse período de busca pelos artigos escolares.

- Entendemos que a oferta de descontos especiais ajuda os pais a adquirir o material escolar necessário. Comprar à vista é uma opção que viabiliza um diferencial de preço e acaba sendo a preferida dos nossos clientes, que não querem deixar para pagar durante o ano – destaca.

A loja promove, ainda, uma ação social com desconto na compra de uma mochila nova quando o cliente entrega sua mochila usada em bom estado de conservação. Os itens recebidos são repassados para entidades assistenciais de Alegrete.

 

 

 

R. Doutor Flores, 240 2°Andar - Centro Histórico | Porto Alegre - RS | CEP 90020-120 | (51) 3213.1777 | fcdl@fcdl-rs.com.br

© 2018 Federação das Câmaras de Dirigentes Lojistas do RS. Todos os direitos reservados.

Procurar